Monopólio: O que Significa na prática e suas Consequências

Se você já leu algo sobre economia ou política, com certeza já ouviu falar no termo “Monopólio”. Mas o que é, e o que significa essa palavra?

Continue lendo para descobrir.

O que é Monopólio?

Existem várias definições para “Monopólio”. Mas essencialmente, o Monopólio é quando apenas uma única empresa possui o “privilégio” de vender ou comercializar qualquer tipo de produto ou serviço.

Sendo que nesses casos é comum abuso de preços e até mesmo baixa qualidade de serviços ou produtos.

Um exemplo básico para entender: imagine que em um país exista apenas uma única empresa provedora de serviços de telecomunicações, como não existe concorrência, essa empresa pode praticar preços elevados sem se importar com a qualidade dos serviços que presta.

Nesse exemplo de monopólio, como não existem outros concorrentes, todo mundo seria forçado a usar esse serviço dessa empresa ou ficar sem serviço nenhum.

Isso no mundo real, acontece de forma parecida em muitos serviços e produtos que consumimos.

Os Principais tipos de Monopólio

Existem algumas classificações de monopólio, o que na prática se difere somente em como o mesmo é criado.

#Monopólio Artificial

O monopólio artificial é criado na maioria das vezes quando o governo concede isenções fiscais e tributárias a determinadas empresas. Sendo assim as mesmas possuem um vantagem competitiva deixando para trás seus concorrentes.

Isso é algo muito comum no Brasil e em outros países onde a economia é mais fechado com forte intervenção estatal.

#Monopólio Comercial ou natural

Esse é o tipo “menos pior” para a sociedade. Ocorre quando faltam concorrentes em um tipo específico de serviço não por intervenção estatal, mas sim por falta de interesse de empresários criarem negócios nesse segmento.

#Monopólio Estatal

Esse é o caso da Petrobrás e muitas outras empresas no Brasil. São companhias criadas e controladas na maioria das vezes pelo governo, sendo que a lei impede a entrada de novos concorrentes.

#Oligopólio

É quando um pequeno grupo de empresas dominam um único segmento. O oligopólio é muito comum no mundo todo, pode-se dizer que um dos motivos de isso acontecer, é por que somente as empresas multinacionais sobrevivem.

Exemplo disso, no Brasil são as empresas de telecomunicações ou até mesmo os fabricantes de automóveis em menor grau.

Porque o Monopólio é ruim para a sociedade

Serviços caros e de baixa qualidade andam de mãos dadas com empresas que fazem parte de um Monopólio ou Oligopólio. E isso acontece por um motivo bem simples: se a empresa gera uma lucratividade bem alta, não tem concorrentes forçando uma melhora de preço e qualidade, não há razão para uma melhoria na qualidade de seus serviços.

Situações em que o Monopólio pode ser algo positivo

Existem algumas poucas situações em que Monopólios podem ser positivos para a sociedade, ou pelo menos para um pequeno grupo de pessoas.

#1. Investidores

Empresas de capital aberto que fazem parte de um monopólio, teoricamente podem ser muito lucrativas pelo fato de não terem concorrência (ou ser muito baixa).

Mas isso não é regra, como por exemplo a Petrobrás sempre reinou absoluta, porém por vários motivos que incluem alta corrupção e esquemas de fraude, praticamente nunca foi uma empresa altamente lucrativa.

Porém em outros segmentos onde há baixa concorrência por monopólios, certas empresas podem gerar lucros muito acima da média, fazendo a alegria de seus investidores.

Logicamente que não estou dizendo para investir seu dinheiro comprando ações de empresas que estão em monopólios.

#2. Serviços essenciais para a sociedade

Serviços essenciais somo saneamento, água e eletricidade, possuem um certo “monopólio”, sendo que no Brasil a maioria das empresas são estatais.

Se por um lado, uma concorrência maior poderia ser algo positivo pois baixaria os preços dos produtos, por outro lado uma rígida regulamentação para criar um monopólio estatal evitando abusos por parte de algumas empresas.

Casos de Monopólio no Brasil

O Brasil é o rei dos Monopólios e não é a toa que somos um país tão atrasado em muitos aspectos. Abaixo dois casos muito comuns de empresas são que monopólios.

#1. Petrobrás

Gasolina cara influencia o preço dos transportes, que impacta negativamente no preço de praticamente qualquer produto e mercadoria que incluem itens básicos como alimentação e higiene.

Devemos culpar principalmente o monopólio da Petrobrás pelo preço alto do combustível aqui no Brasil. A notícia triste é que provavelmente esse monopólio vai durar muito tempo.

#2. Correios

Já percebeu como frequentemente seus boletos e cartas chegam 1 semana após a data de vencimento das mesmas?

Isso ocorre porque os Correios possuem monopólio sobre os serviços de correios e cartas.

Já para o transporte e logística de outras mercadorias, não temos o monopólio dos Correios, mas devido o fato do serviços dos correios estarem disponíveis no Brasil inteiro, é muito comum lojistas usam os serviços do Correios.

Considerações Finais

São raros os casos onde o Monopólio é benéfico para a sociedade. Na maioria absoluta das vezes, um monopólio ou oligopólio significa preços elevados e até baixa qualidade na prestação de serviços para toda a população e seus consumidores.

O resultado final é riqueza para os detentores dessas empresas e serviços caros e de baixa qualidade para seus clientes.