Lavagem de Dinheiro: O que é e Como Funciona essa Prática

Descubra o que é e como funciona a lavagem de dinheiro.

IPVA, IPTU, Imposto de Renda e mais cerca de 80 tipos de tributos e “contribuições” com nomes bonitos é o que o governo nos cobra de impostos para manter nossos maravilhosos serviços públicos.

Certamente você, por mais honesto que seja, eu tenho certeza que não gosta de pagar impostos elevados em um país onde o retorno para a população é ridículo.

Agora imagine um criminoso que ganha muito dinheiro de forma ilegal, com certeza essa classe de indivíduos vai sonegar ou fazer esquemas para fugir dos impostos ou “legalizar” sua atividade criminosa.

É aí que entra a famosa lavagem de dinheiro que frequentemente ouvimos falar nos noticiários da televisão.

Logo a seguir, nesse artigo irei explicar o que é lavagem de dinheiro, bem como seu real significado e as principais formas de lavagem de dinheiro.

O que significa lavagem de dinheiro e como funciona

O termo “lavagem de dinheiro” nada mais é que uma expressão utilizada pela prática econômica ilegal de esconder ou maquiar a origem ilegítima de dinheiro ou recurso provenientes de atividade econômica ilegal como por exemplo tráfico de drogas, corrupção, prostituição, sonegação de impostos ou qualquer outra atividade considerada ilegal pela justiça.

Um exemplo prático e fácil de entender: imagine um grande traficante de drogas que fatura milhões de reais com essa atividade ilegal. Esse sujeito com certeza irá querer adquirir bens caros com seus ganhos.

Porém para comprar uma mansão ou um carro de luxo (exemplo), mais cedo ou mais tarde vai ter que explicar para a Receita Federal de onde surgiu todo esse dinheiro para formar esse grande patrimônio.

Se essa atividade (tráfico de drogas) fosse legalizada, ele poderia facilmente abrir um empresa, pagar seus tributos e tudo estaria certo do ponto de vista legal.

Mas como isso não é possível, esse criminoso precisa então “lavar esse dinheiro” de alguma forma para parecer legal perante o fisco. Desse modo são realizadas técnicas para lavagem de dinheiro, só assim seus ganhos suspeitos irão parecer legais.

Como surgiu a expressão “lavagem de dinheiro”

Curiosamente ao contrário do que parece, o termo “lavagem de dinheiro” surgiu de um caso real nos Estados Unidos na década de 20.

Segunda conta a história o famoso mafioso Al Capone, teria comprado uma lavanderia de fachada em 1928, no qual lhe permitiria receber falsos depósitos de notas de baixo valor nominal.

Quais são as principais formas de lavagem de dinheiro?

Agora você já sabe que lavagem de dinheiro nada mais é do que criar um negócio de fachada para ocultar atividades criminosas fazendo parecer que todo dinheiro que entra tem origem legal perante a lei.

Na maioria absoluta dos casos, apenas alguns grupos de criminosos tem uma necessidade real de fazer lavagem de dinheiro:

  • Traficantes de drogas.
  • Políticos e servidores públicos corruptos.
  • Grandes golpistas, membros de quadrilhas e terroristas.

Na maioria dos casos, esses criminosos recebem dinheiro em espécie como pagamento de suas atividades ilícitas, sendo assim precisam de técnicas para “lavar” todo esse dinheiro.

Tente imaginar que a quantia de 1 milhão de reais em notas de 100, pesa em torno de 90 kg, tente imaginar um político corrupto ou traficante levando todo esse dinheiro em espécie dentro de um avião comercial?

Como grande parte do dinheiro gerado por suas atividades é em espécie, eles não tem outra saída a não ser fazer lavagem de dinheiro para manter grande parte de suas fortunas depositadas em algum banco.

Quais são as principais técnicas usadas para lavagem de dinheiro?

Basicamente a principal técnica de lavagem de dinheiro consiste em criar uma ou várias empresas de fachada para no fim do processo fazer que o dinheiro ilícito pareça totalmente legal e dentro da lei.

Dentro desse processo há 3 etapas:

  1. Colocação: essa é a primeira e a mais arriscada etapa da lavagem de dinheiro. O criminoso deposita o dinheiro sujo em uma instituição financeira, sendo que os criminosos mais poderosos usam bancos offshore. Alguns muito provavelmente devem usar criptomoedas. Essa é a etapa mais difícil para o criminoso, por que logicamente grandes quantias de depósito chamam muita atenção, sendo que a Receita Federal em conjunto com bancos facilmente descobrem depósitos suspeitos.
  2. Ocultação: nessa etapa geralmente é onde se tenta ocultar o dinheiro introduzido no sistema bancária fazendo esquemas como transferência de dinheiro entre “laranjas” e outras instituições bancárias até mesmo de países diferentes.
  3. Integração: essa é etapa final onde o dinheiro é introduzido novamente no sistema econômico usando empresas de fachada e declarando o dinheiro em forma de serviços prestados e comprando bens de alto valor como casas, carros, terrenos, aviões, etc, de modo a tentar enganar a receita federal.

Para o criminoso que faz lavagem de dinheiro, as duas primeiras etapas são as mais difíceis, sendo que na última é muito mais difícil provar que o ato criminoso ocorreu de fato.

Diferença entre sonegação de impostos e lavagem de dinheiro

É comum lavagem de dinheiro estar ligada a sonegação de impostos, porém as duas atividades não são a mesma coisa.

Por exemplo, é comum criminosos pagarem impostos em suas empresas de fachada, talvez até mesmo não sonegando um centavo dentro de suas falsas empresas para não levantar suspeitas.

Geralmente políticos corruptos ou grandes empresários usam outros métodos para sonegar impostos, como por exemplo, criando empresas em “paraísos fiscais”.

Você não precisa fazer lavagem de dinheiro para pagar menos impostos

É comum se ouvir falar que empresários pagam muitos impostos no Brasil. E isso é verdade mas não é bem assim…

Temos vários regimes tributários, e na maioria dos casos, pequenos empresários podem ser enquadrados dentro do Simples Nacional pagando uma alíquota inicial que varia de 4.5% a 6% até o faturamento de 180 mil por ano, após esse limite o valor dos impostos vai aumentando.

Apenas grandes empresas enquadradas no lucro real com lucro acima de R$20 mil ao mês terão que se preocupar com a “mordida” insana de 34% de impostos e uma infinidade de burocracias e obrigações contábeis.

Considerações Finais

Seja para ocultar atividades criminosas ou qualquer outro motivo, essa é uma prática ilegal e não recomendada em qualquer situação.

Apesar de a justiça ser lenta e punir com menos rigor pessoas ricas, passar algumas noites na cadeia não deve ser algo nada agradável.

Espero que agora você já tenha entendido o que é lavagem de dinheiro, como funciona e seu real significado.