Juros Compostos: Como Funcionam e Por que são Tão Poderosos

Descubra na prática o que são juros compostos e por que são tão poderosos.

Você já deve ter ouvido falar, ou até mesmo conhece pessoas que entraram no cheque especial ou que contraíram dívidas impagáveis no cartão de crédito.

Essa catástrofe acontece por causa dos juros compostos.

Não é exagero dizer que quem frequentemente paga juros compostos empobrece, no outro lado os “privilegiados” que ganham juros compostos conseguem enriquecer.

Nesse artigo irei explicar em detalhes o que são os juros compostos, como é feito o cálculo, além de dicas importantes para ganhar juros compostos e gerar enriquecimento para você e não para seu banco.

O que são juros compostos?

No mercado financeiro, os juros são uma forma de remuneração sobre um dinheiro investido ou emprestado para uma pessoa, empresa ou aplicação financeira.

Quando você empresta dinheiro para uma pessoa e a mesma lhe paga juros, você está recebendo um “aluguel” do dinheiro, ou seja uma remuneração pelo empréstimo que você realizou.

Já os juros compostos nada mais são do que um conceito onde uma pessoa paga ou recebe juros sobre juros.

O que acontece na prática quando se recebe juros sobre juros

Falando em outras palavras, o juro que você recebeu sobre determinado valor investido é incorporado ao montante principal investido.

O que vai acontecer no mês seguinte, é que além de receber juros sobre o valor que você investiu inicialmente, também vai receber juros sobre o juro do mês anterior e assim vai indo, criando um poderoso efeito “bola de neve” ao longo do tempo.

Um exemplo prático:

Você investiu R$10 mil reais em uma aplicação com rendimento de 0.6% ao mês.

  • No primeiro mês você vai ganhar apenas 60 reais de juros sobre o investimento de R$10 mil reais.
  • Já no segundo mês você vai ganhar juros sobre os R$10 mil reais e sobre os 60 reais de juros, ou seja, você vai ganhar R$60,36 de juros no segundo mês ao invés de R$60,00.
  • No terceiro mês você vai ganhar R$60,72 de juros e assim vai aumentando um pouco a cada mês.

Como você pode perceber a cada mês que passa, se forem reaplicados os juros sobre o montante principal, vai acontecendo o famoso efeito “bola de neve”.

O mesmo acontece com os juros dos cartões, do cheque especial ou qualquer outra dívida que um indivíduo contrair, é por esse motivo que se ouve falar de pessoas que tinham uma dívida de R$1.000 se multiplicar em 5x após não muito tempo.

Outro fator importante a se considerar é que quanto maior o tempo e a taxa, maior é o efeito acumulativo dos juros compostos.

Por esse motivo que é sempre recomendado pagar todas as suas contas à vista se possível e evitar pagar qualquer valor de juros nas suas compras. Como foi dito anteriormente os juros tem o poder de empobrecer ou enriquecer as pessoas.

Qual é a fórmula dos juros compostos?

Caso você goste de matemática e de fazer cálculos manualmente, eis a fórmula utilizada para calcular os juros compostos:

M = C (1+i)t

Sendo que cada variável significa:

M: montante
C: capital
i: taxa fixa
t: período de tempo

Caso você assim como eu goste de simplificar as coisas, você pode simplesmente usar esse site para fazer cálculos de juros compostos. Basta entrar nesse link, colocar o investimento ou montante inicial, o valor mensal adicionado (ou não), o período e pronto.

Você pode “brincar” e vai descobrir como os juros podem ser extremamente poderosos ao longo do tempo.

Como ganhar juros compostos para enriquecimento?

Agora você já sabe na prática a importância dos juros compostos, mas daí vem a grande dúvida que é saber onde investir seu dinheiro para fazer os juros compostos trabalharem para você.

Atualmente com a taxa Selic em apenas 2% ao ano, ao deixar o dinheiro “investido” na poupança, você ganha míseros 1.4% ao ano. Com essa situação de juros muito baixos, não existe outra alternativa a não ser procurar por investimentos mais rentáveis.

Felizmente existem muitas opções acessíveis e até mesmo mais seguras que a poupança:

#Tesouro Direto

O tesouro direto, é simplesmente o investimento mais seguro de um país, até mesmo mais seguro do que a poupança. Ao investir em títulos do tesouro, você está emprestando dinheiro para o governo federal honrar suas dívidas.

O investimento mínimo é de apenas R$30. No site oficial você pode conferir as taxas que são pagas ao investidores.

Como você pode perceber as taxas podem passar dos 7% ao ano, que mesmo com o IR descontado da fonte, temos um rendimento pelo menos 4x maior que a poupança, e com um risco muito baixo.

Para começar a investir no tesouro direto você precisa abrir conta em um corretora.

#Fundos Imobiliários (Fiis)

Já pensou em investir em imóveis com R$100?

Isso é possível comprando cotas de fundos imobiliários, sendo muito fácil achar bons fundos imobiliários pagando algo entre 0.4% até 0.7% ao mês.

#Ações de empresas pagadoras de dividendos

Empresas sólidas pagam dividendos (lucros da empresa) para seus acionistas, desse modo você pode ganhar “juros” e fazer sua bola de neve crescer rapidamente.

Você pode ler esse tutorial para começar a investir em ações.

Conclusões

Os juros compostos são uma arma poderosa de enriquecimento, mas na outra ponta também pode deixar muita gente devendo até as calças, e logicamente isso é algo que sempre se deve evitar.

Por motivos como esse, que aprender a economizar e a investir são dois hábitos extremamente importantes para qualquer pessoa.