Especulação Financeira: O que é e suas Consequências

Descubra o que é especulação, como acontece e as consequências disso.

Com certeza você sabe o que um investidor faz, porém existe outro tipo de “figura” muito mais comum que é o famoso “especulador”.

Mas você sabe o que de fato carateriza especulação financeira?

Nesse artigo irei explicar o que é especulação financeira, como agem os especuladores e se as consequências de se tornar um especulador são positivas ou negativas.

O que é especulação financeira?

A especulação financeira nada mais é do que uma atividade onde indivíduos apostam na rápida valorização ou desvalorização de ativos para comprar ou vender em um curto espaço de tempo, realizando um lucro rápido.

Um exemplo seria você comprar um ativo de R$20 na bolsa de valores para depois de alguns dias, semanas ou poucos meses, vender o mesmo ativo por um preço maior que foi comprado.

Nesses casos de especulação na bolsa de valores, o único ponto que importa é o preço e sua oscilação, não importando se a empresa ou ativo a ser negociado possui bons fundamentos como lucro ou endividamento alto.

Embora possa parecer que a especulação financeira é ilegal, na prática é algo extremamente comum no mundo dos negócios e não existe nenhuma lei específica impedindo a especulação tanto financeira ou do mercado da bolsa de valores.

Como funciona a especulação financeira?

A especulação financeira só acontece por que existe uma volatilidade nos preços, ou seja, quando o valor de um ativo varia para mais ou para menos. No mercado imobiliário existe especulação, porém acontece em um ritmo muito mais lento.

Você não consegue especular comprando um terreno hoje por R$350 mil reais e revender por R$500 mil reais na semana seguinte, embora seja possível comprar um terreno ou imóvel por um preço abaixo do valor de mercado e realizar um excelente lucro mais tarde.

Atualmente com a grande popularidade da internet, computadores e celulares, é possível especular com uma grande quantidade de ativos, dentre eles:

  • Moedas fiduciárias (real, dólar, euro).
  • Criptomoedas como Bitcoin.
  • Ações, fundos imobiliários, BDRs.
  • Títulos do tesouro e debêntures.
  • Terrenos, imóveis e fazendas.
  • Obras de arte e joias.
  • Etc…

Basicamente qualquer ativo que possua valor e uma boa volatilidade de preços, pode se tornar um alvo de especulação.

Porém atualmente os ativos onde há um maior número de especuladores é na bolsa de valores, devido a grande facilidade e também as criptomoedas que tem se tornado um campo cheio de especuladores.

Especulação na Bolsa de Valores

Com o avanço da tecnologia, atualmente qualquer pessoa com internet e computador ou celular, pode facilmente abrir conta em uma corretora de valores e se tornar um investidor ou especulador.

O que antigamente era restrito a grandes fundos ou pessoas relativamente ricas, se tornou acessível a qualquer pessoa que tenha uns trocados no bolso.

Sem entrar na complexidade do processo e se vale a pena especular na bolsa de valores, segue abaixo os principais meios de especulação na bolsa de valores:

  • Day Trade: que nada mais é que comprar e vender ativos no mesmo dia.
  • Swing Trade: comprar e vender ativos, porém em um período de tempo maior que varia de dias a semanas.
  • Alavancagem: nada mais é do que especular com um dinheiro maior do que você possui, isso é feito com um depósito de garantia.

O indivíduo que é especulador na bolsa de valores é popularmente conhecido como Trader.

Qual é a importância da especulação?

Talvez a única, porém grande importância da especulação, principalmente na bolsa de valores é a ganho de liquidez que isso traz ao mercado financeiro. Na prática, isso significa que quando um investidor quiser comprar um ativo, graças aos especuladores, isso acontecerá mais facilmente.

Também se não fosse pelos especuladores, o pequeno investidor na bolsa de valores teria uma maior dificuldade de comprar ativos com um preço descontado.

Os reais riscos da Especulação Financeira e suas consequências

“Comprar na baixa e vender na alta”…

Você já deve ter escutado isso, parece muito tentador e se fosse tão simples e fácil como parece, teríamos uma quantidade enorme de especuladores milionários na bolsa de valores e até mesmo no mercado imobiliário.

Praticamente o único risco de especular na bolsa de valores é a alta possibilidade de você perder dinheiro. Há várias pesquisas sérias demonstrando a dificuldade que existe em se tornar um especulador de sucesso.

O que acontece no mundo real é que para ganhar muito dinheiro especulando, você teria que simplesmente prever o futuro, acertando os preços de suas apostas.

Outro grande risco que acontece de tempos e tempos é a formação de uma “bolha financeira“. Isso foi o que aconteceu no famoso crash de 1929 nas bolsas dos Estados Unidos e continua acontecendo em menor grau em alguns ativos atualmente.

Especular ou Investir, qual é a melhor opção?

Como explicado logo acima, especular parece fácil e atrativo em um primeiro momento, porém as reais chances de ganhar dinheiro no longo prazo são muito baixas.

A boa notícia é que você pode ganhar muito dinheiro no longo prazo ao se tornar um investidor, porém isso só acontece se você seguir uma estratégia eficiente de investimentos e claro se tiver muita paciência e dedicação para investir todos os meses.

Conclusões finais

Não é ilegal e também não é errado querer especular para conseguir um ganho financeiro rápido, porém a criação e acumulação de riquezas e capital é um processo lento e chato.

Compete a você escolher entre seguir o caminho lento e garantido (investidor) ou rápido e arriscado (especulador).