Educação Financeira: Significado e Dicas para Enriquecer

Educação Financeira: O que é e por que é tão importante para sua vida

Diz a lenda que dinheiro não traz felicidade. Pode até ser uma verdade dependendo do ponto de vista, porém com certeza, a falta de dinheiro traz muita infelicidade.

O que é Educação Financeira?

De um modo resumido e fácil de entender, pode-se dizer que educação financeira é a “ciência ou arte de dominar o dinheiro”, ou seja é ter hábitos positivos em relação ao dinheiro, além de um bom conhecimento geral sobre economia.

Como saber se você possui uma boa educação financeira?

Isso é bem fácil de descobrir… leia e responda às perguntas abaixo:

Você controla seu dinheiro, ou seus vícios e hábitos controlam você?

Após pagar todas suas contas, sobra dinheiro na sua conta bancária?

Você possui uma boa quantia de dinheiro sobrando, caso perca seu emprego ou renda?

Você costuma fazer dívidas para comprar bens de consumo como roupas ou outras coisas?

Após responder essas perguntas e fazendo uma rápida auto-análise você sabe se possui uma boa educação financeira ou não.

Se você tem uma boa renda de R$10.000 e no fim do mês ainda falta dinheiro é por que algo está muito errado nas suas finanças pessoais.

Do outro lado, se você ganha muito menos e ainda assim possui um bom patrimônio e uma boa quantia de dinheiro, então, parabéns, você possui uma educação financeira bem acima da média.

Qual é a real importância da educação financeira?

Uma boa educação financeira pode trazer muitos benefícios importantes na vida de uma pessoa:

  • Saúde e bem-estar geral.
  • Felicidade e paz interior.
  • Liberdade de tempo e lugar.

Voltando sobre a lenda popular de que dinheiro não traz felicidade, realmente pode-se dizer que é impossível chegar no supermercado ou farmácia e comprar uma porção de felicidade.

Porém o dinheiro pode comprar todos os “itens” citados logo acima, além é claro de uma vida bem confortável, como um bom carro, casa e viagens.

Imagine por exemplo a vida de uma pessoa “comum” de uma grande cidade como São Paulo, ou até mesmo cidades menores: o indivíduo acorda lá pelas 6 horas ou antes, saí de casa, facilmente perde mais de 30 minutos preso no trânsito apenas para chegar ao local de trabalho. Para chegar em casa é o mesmo processo.

Faz isso quase todo dia, tem um salário que basicamente só cobre as despesas essenciais e para piorar, férias de verdade é apenas 1 semana por ano e com o dinheiro contado.

Em uma situação dessas é muito difícil dizer que dinheiro não traz felicidade. Mas a verdade é que dinheiro compra muitas situações agradáveis que nos trazem mais perto da real felicidade.

Nessa situação é que a educação financeira pode lhe proporcionar tudo isso, e não, a maioria das pessoas não enriquecem por pura sorte, como muitas pessoas imaginam:

  • Nenhum grande investidor chegou no topo simplesmente por causa de sorte.
  • Negócios lucrativos não são criados por causa de pura sorte.
  • Pessoas que nascem pobre dificilmente enriquecem por causa de sorte.

É claro que existem situações onde se recebe heranças ou com sorte onde se ganha na loteria, porém esses eventos são tão raros que você logicamente deve esquecer que existem.

Enfim, se você quer ficar rico ou pele menos desfrutar de uma vida confortável, tudo começa pela educação financeira, que basicamente é composta de conhecimento, sabedoria e bons hábitos.

Dicas para você ficar rico (ou perto disso)

Logo abaixo seguem as melhores dicas que você pode aplicar na sua vida, para conquistar uma boa situação financeira ou até mesmo enriquecer:

#Mude sua mentalidade e hábitos

No Brasil a média salarial é de pouco mais de R$2.200 mensais, porém mesmo assim ainda há um pequeno grupo de pessoas ganhando R$10 mil por mês ou mais com problemas financeiros, que incluem até mesmo alto endividamento.

Se grande parte das pessoas conseguem sobreviver ganhando pouco mais de 2 salários mínimos, por que existem pessoas ganhando até 10x mais que isso e ainda com problemas financeiros?

Isso se deve principalmente por dois grandes motivos que são interligados:

  • Mentalidade pobre.
  • Falta de educação financeira.

Pessoas que possuem uma renda baixa, ou até mesmo que estão desempregadas, logicamente que não terão outra alternativa a não ser ganhar mais dinheiro, seja conseguindo um emprego melhor ou criando um negócio.

Porém mesmo assim é um tanto comum existirem pessoas que mesmo ganhando muito pouco, acabam fazendo dívidas no cartão de crédito para comprar aquele celular caríssimo, ou para comprar objetos caros de consumo que são desnecessários.

Nesse caso falta uma boa educação financeira além de que o sujeito possui uma mentalidade fraca, pois acredita que precisa de um celular ou de itens caros para viver bem e se sentir melhor.

Esse é um típico caso de uma pessoa que mesmo ganhando R$10 mil reais por mês, vai enfrentar problemas financeiros, e acredite, não só no Brasil, mas no mundo inteiro é comum pessoas com renda muito alta gastando cada centavo que ganham, esses são os mesmos indivíduos que reclamam da vida por que descobriram que dinheiro não traz felicidade.

Uma das primeiras coisas que você deve aprender é que o dinheiro não é um fim, mas um meio para atingir um estado de felicidade e liberdade, você deve trabalhar e ganhar dinheiro para não ter que se preocupar em ganhar dinheiro.

Infelizmente a grande maioria das pessoas seguem a fórmula contrária, trabalhando mais, para gastar mais dinheiro ainda. Os seguidores dessa fórmula tendem a ficarem eternamente escravos do dinheiro, pois não buscam liberdade financeira.

#Entenda e aplique os 3 fundamentos da riqueza

Você quer enriquecer, ou pelo menos ter uma grande quantia de dinheiro?

Se a resposta for sim, então existem 3 fundamentos que você deve conhecer e aplicar em sua vida financeira:

  • Ganhar dinheiro.
  • Economizar.
  • Investir.

Ganhar dinheiro

Ganhar dinheiro para viver bem e possivelmente um dia ficar rico é o ponto mais importante e mais difícil. Infelizmente no Brasil, ganhar muito dinheiro sendo empregado é uma tarefa bem complicada.

Criar o próprio negócio é a opção mais arriscada, mas ao mesmo tempo a alternativa mais curta para ganhar uma quantidade elevada de dinheiro.

Economizar

De nada adianta você tem uma renda de R$50 mil por mês se você for um gastador compulsivo. Alguém que tenha 3 mil reais por mês e que consegue economizar metade do que ganha é mais rico do que o sujeito que ganha os 50 mil por mês e gasta tudo.

Investir o dinheiro que sobrou das sua economias, tem a função principal de fazer você ganhar uma renda passiva dos seus investimentos, assim você pode criar uma crescente “bola de neve”, que faz você ficar cada vez mais rico (ou acumular mais patrimônio).

#Comece a investir de verdade

“Ah, mas eu já invisto na poupança”, disse o cidadão que acredita que a sagrada poupança ainda rende 0.5% ao mês.

Você pode conferir este artigo que fala sobre a rentabilidade da poupança, mas eu já adianto que no momento atual (2020) a poupança está pagando em torno de míseros 0.12% ao mês.

Isso significa que querendo ou não você não tem outra opção a não ser escolher investimentos melhores e mais rentáveis do que deixar seu dinheiro no banco.

Para se tornar um investidor de verdade, tudo começa com você abrindo conta em uma corretora de investimentos e estudando os melhores investimentos, sempre pensando no longo prazo.

#Tenha metas realistas de enriquecimento

Ser positivo e sonhar, faz bem para a saúde dentro de um limite da realidade. O que eu quero dizer é que você não vai se tornar milionário investindo R$200 por mês.

Você quer ficar rico de verdade?

Então estude para empreender ou conseguir um emprego que lhe pague um valor muito acima da média. Investimentos certos podem ser um multiplicador de riqueza, mas isso não acontece se você possui pouco dinheiro para investir.

Infelizmente uma boa educação financeira começa com a pessoa compreendendo que não existem atalhos para a riqueza ou liberdade financeira.

#Tenha paciência

Ver o dinheiro dos seus investimentos crescer é um processo chato e demorado. E por causa disso é nessas horas que sua paciência e bom senso são testados.

Demorou 10 longos anos para você acumular R$300 mil reais, e de um dia para o outro aparece aquele sentimento de que você deveria gastar todo esse dinheiro comprando aquele carro de luxo, afinal você teve a paciência de economizar todo esse dinheiro então nada mais “justo” que gastar tudo que você possui em algo que você deseja.

É nesses momentos que você precisa ter mais paciência ainda e esperar até acumular mais dinheiro para finalmente poder comprar o carro caro que você tanto sonhou – isso é um exemplo prático de educação financeira que você obteve.

#Tenha uma vida frugal

Existem pessoas pobres que vivem como se fossem ricas, e existem aquelas que são ricas, mas vivem e gastam como se seu dinheiro fosse infinito.

Nada vai adiantar você ganhar R$30 mil reais por mês se você é escravo do seu dinheiro e gasta mais do que ganha, mesmo tendo uma renda muito alta.

Quando se fala em possuir um estilo de vida simples ou frugal, não significa viver igual um “miserável”, mas sim ter um estilo de vida racional onde você não gasta fortunas com produtos inúteis como por exemplo R$5 mil reais em um celular ou R$900 em uma roupa.

O segredo para viver bem financeiramente é estar um degrau abaixo do que sua renda permite, assim você consegue viver bem e ainda sobra um bom dinheiro para imprevistos.

Considerações Finais

A educação financeira no Brasil ainda é um tema pouco abordado nas escolas e também no meio social, infelizmente por vários motivos, grande parte dos brasileiros não possuem interesse ou vontade de estudar sobre finanças e investimentos.

O grande problema é que a conta sempre chega, a maior prova disso é que grande parte dos aposentados, chegam ao fim de suas vidas com dívidas ou com muitas dificuldades financeiras.

Muitas pessoas realmente acreditam que acumular dinheiro não traz felicidade, e embora isso pode até ser verdade dependendo do ponto de vista, passar por necessidades financeiras com certeza não é uma situação desejável.

E por último também não posso deixar de dizer sobre a importância da educação financeira na vida do cidadão: praticamente em todos os países ricos e desenvolvidos, existe uma cultura de educação financeira muito presente na população. Um país sem educação financeira simplesmente não se desenvolve.