Débito ou Crédito: Qual é a Melhor Forma de Pagamento?

Crédito ou Débito: Qual é a melhor forma de pagamento? Descubra logo abaixo.

Com o passar dos anos mais pessoas tem começado a abandonar o uso do dinheiro físico dando lugar aos cartões de crédito e débito para pagar suas contas pessoais, sendo cada vez mais raro encontrar pessoas que andem com muito dinheiro em espécie na carteira.

Porém um problema que isso tem gerado é o endividamento pelo mau uso do cartão de crédito ou até mesmo do débito.

Logo abaixo eu explico mais detalhadamente as diferenças entre débito ou crédito, além de dicas para você economizar dinheiro e não entrar na “bola de neve” criada pelo endividamento.

O que é crédito ou débito?

Basicamente quando você vai pagar alguma conta usando o cartão do seu banco, a única grande diferença entre débito ou crédito está na forma em que o pagamento é efetuado:

  • Débito: muito simples, o pagamento é descontado da sua conta bancária no exato momento em que sua compra é efetivada. É o famoso “comprar à vista”.
  • Crédito: nesse caso o valor é descontado em uma data futura, sendo que dependendo do local onde você fizer as compras, pode haver a opção de parcelar em um número pré-determinado de parcelas.

No caso do cartão de crédito existe sempre a data de vencimento da fatura, que é quando você deve honrar suas dívidas.

Resumindo, no débito você está pagando o valor integral na hora em que a compra é realizada, e no crédito, quando chegar a data de vencimento de sua fatura(s).

Qual é a melhor forma de pagamento?

Não existe uma resposta definitiva, mas em 99% dos casos se o indivíduo tiver condições é sempre melhor pagar no débito, pois isso evita compras por impulso e também o mais importante que é ajudar a ficar longe de dívidas que podem se tornar impagáveis.

Apesar de o cartão de crédito possuir sua má fama e com certa razão existem algumas situações onde ele pode ser útil e bem valioso:

Como exemplo, imagine uma pessoa que possui seu notebook ou smartphone como ferramenta de trabalho, certo dia acontece o infortúnio de deixar seu celular cair e quebrar ou você precisa de um novo notebook, mas você teve um mês financeiramente ruim e está sem dinheiro.

Nesse caso pode ser uma boa decisão comprar um celular ou notebook novo parcelado em 6x sem juros ou com juros baixos.

A realidade é que o cartão de crédito é muito ruim para pessoas impulsivas e gastadoras, entretanto pode sim ser útil em algumas situações.

Dicas para não faltar dinheiro e pagar sempre no débito

Tenho certeza que se você tivesse dinheiro sobrando ou se tivesse alcançado sua independência financeira, você jogaria seu cartão de crédito no lixo e compraria somente no débito, certo?

A verdade é que todo mundo sabe o que precisa fazer para sobrar dinheiro, ficar livre de dívidas e pagar sempre no débito:

  • Ganhar dinheiro.
  • Economizar.
  • Investir.

Provavelmente o grande problema de muitas pessoas é esse pensamento:

Ah mas eu ganho apenas R$3.500 reais por mês isso é muito pouco, preciso ganhar mais…

Enquanto temos uma parcela enorme da população ganhando um salário mínimo ou menos, onde nesses casos é impossível sobrar dinheiro, também temos aqueles sujeitos ganhando às vezes 10x mais que isso e ainda assim com problemas financeiros, e com o cartão de crédito explodindo, vivendo de fatura em fatura.

O fato é que uma pessoa endividada ganhando R$ 5 mil por mês vai continuar na mesma situação ganhando o dobro desse valor, nesses casos a falta de boa educação financeira é a raiz do problema.

Resumindo, se você tem um bom salário ou renda e sempre está no limite do seu cartão de crédito, olhe no espelho e encontrará o verdadeiro culpado.

Concluindo

O cartão de crédito não é o vilão da história, do mesmo jeito que alguém descontrolado também vai ficar sem dinheiro pagando no débito (super lógico). A realidade é que sua situação financeira depende só de você e mais ninguém, sendo assim tanto o cartão de crédito ou débito podem ter suas vantagens e desvantagens.