Ágio e Deságio: O que Significa e Por Que é tão Importante

Descubra o que é ágio e deságio e a importância disso em sua vida financeira.

Se você gosta de ler sobre economia e investimentos tenho certeza que já ouviu falar de termos como inflação por exemplo, mas há outros dois termos que também são muito comuns e não menos importantes: ágio deságio.

Se você já investe algum tempo em aplicações como o Tesouro Direto já deve ter ouvido falar que determinado ativo está com uma porcentagem de ágio ou deságio. Mas o que isso significa na prática?

Explicando o que realmente é ágio e deságio

Vou começar com um exemplo real para ficar fácil de você entender: você já ouviu falar que determinado automóvel foi lançado a pouco tempo e o número de compradores é tão grande que as montadoras estão cobrando um “ágio” sobre o valor de tabela?

Nesse exemplo fictício o valor de tabela do automóvel é prefixado em R$90 mil reais, porém é negociado com um ágio de 3% que equivale a R$2.700, fazendo o valor total desse automóvel custar R$92.700 reais.

Outro exemplo é de um leilão, onde determinado bem já tem um valor prefixado, vamos imaginar que seja avaliado em R$10 mil reais, porém a quantidade de interessados é tão grande que conforme a quantidade lances cresce, o valor vai aumentando até chegar em R$15 mil ou R$20 mil reais.

Nesse caso se o preço de avaliação inicial era de R$10 mil reais e foi arrematado em R$15 mil reais, podemos considerar que existiu um ágio de R$5 mil reais.

Tecnicamente pode-se dizer que o ágio é quando um ativo é negociado a um preço acima do valor de mercado. Sendo assim o ágio é uma espécie de “taxa” extra embutida no valor final de qualquer produto ou serviço.

O ágio acontece não só no mundo dos investimentos, mas também em grande parte dos produtos que consumimos.

Outro exemplo da vida real que acontece com muita frequência é o preço dos alimentos: em muitos casos quando há muita demanda (compradores) e pouca oferta (o produto disponível para venda), acaba acontecendo o ágio, que nada mais é do que uma tarifa extra pela alta quantidade de compradores.

E por que acontece o ágio?

De um modo resumido, nas situações do dia-a-dia o ágio acontece quando há muitos interessados em determinado produto.

Nesses casos é cobrado um ágio por dois motivos principais:

  1. Há tantos compradores e um número limitado de mercadoria/ativos para vender, sendo que o comerciante é “obrigado” a aumentar o preço através do ágio para conter a demanda.
  2. Quando há ganância por parte de vendedores ou negociantes, nesse caso quando há um grande aumento de vendas, e o comerciante percebe que mesmo vendendo o produto por um preço maior do que realmente vale, ainda assim há pessoas interessadas.

No final das contas o ágio acontece pela ganância dos comerciantes e também por culpa dos consumidores que não se importam em pagar um valor maior por um produto que não vale o preço cobrado.

Mais um outro exemplo da vida real: os celulares da Apple.

Dizer que a Apple cobra ágio em seus celulares é algo totalmente subjetivo, mas na prática seus celulares custam muito mais caro que seus concorrentes pelo simples motivo que seus “clientes” não se importam em pagar um valor muito mais alto do que seus produtos realmente valem.

E o que é o deságio?

Se você leu o texto até aqui, provavelmente já deve saber o que é o deságio, mas caso ainda não tenha entendido eu explico:

Quando uma mercadoria, serviço ou ativo financeiro, atrai poucos compradores, acontece um desconto para atrair interessados. Nesse caso o produto ou ativo é vendido por um valor de mercado menor.

Infelizmente de modo geral o deságio é muito mais difícil de acontecer no mundo real por inúmeros motivos. O principal motivo é que produtos ou ativos com grande valor percebido, dificilmente irão estar sendo negociados há um preço menor de mercado.

Ágio e deságio no mundo dos investimentos

Os exemplos citados acima valem exatamente da mesma maneira no mundo dos investimentos, mas nesse caso o assunto é mais complexo.

Quando um ativo, como por exemplo ações ou fundos imobiliários, tem um grande número de compradores, acontece uma “valorização” que também poderia facilmente ser considerada como ágio.

Do mesmo modo ocorre deságio quando um ativo possui pouco interesse por parte dos investidores: seu preço de compra cai, mesmo que o ativo tenha um valor real mais alto – nesse caso existe uma boa oportunidade de investimento para pessoas mais inteligentes e pacientes.

Considerações Finais

Inflação, juros e ágio, são termos que representam desvalorização de dinheiro e até empobrecimento no mundo real, se você não se organizar financeiramente.

Algumas pessoas pagam juros, enquanto outras recebem. Algumas pessoas aceitam pagar ágio para terem produtos exclusivos em suas mãos.

A inflação é um “monstro” que não tem como escapar, mas você pode se proteger começando a economizar e a investir seu dinheiro gerando uma renda extra.

No fim do dia você é o único responsável em realizar as escolhas certas para escapar das armadilhas do capitalismo.