Como Achar Ações Boas, Baratas e Rentáveis para Enriquecer

Investir na bolsa de valores é uma das melhores formas para enriquecimento que existem. E sem dúvidas uma das melhores estratégias para isso acontecer é comprar ações baratas e rentáveis.

Mas será que ações baratas, são sempre um bom negócio?

E como encontrar ações boas, baratas e rentáveis que podem se valorizar ao longo do tempo?

Nesse artigo você vai aprender de uma forma fácil o que determina o preço de uma ação, a diferença entre preço e valor e exemplo de ações boas e baratas para investir.

O que de fato determina o preço de uma ação?

Antes de você sair correndo para investir em ações boas e baratas, você deve aprender o que determina o preço de uma ação.

Preço e valor, praticamente são sinônimos, mas para o investidor, essas duas palavras tem significados muito importantes, que grande parte dos investidores iniciantes tem dificuldades para entender.

O que determina o preço de uma ação na prática?

De um modo bem resumido, o preço de uma ação é determinado pelo valor de mercado dividido pela quantidade ações em circulação. O que acontece é que o valor de mercado entre outros fatores, depende principalmente da lei de oferta e procura.

Na prática o que acontece é que algumas ações mesmo não sendo lucrativas, as vezes tem preço alto, enquanto algumas ações mesmo tendo lucros, acabam tendo baixa procura, se tornando opções boas e baratas para o investidor.

E o que é o valor de uma ação?

O valor de uma ação é uma coisa mais “complicada” de se explicar, mas pode-se dizer que a ação de uma empresa tem valor quando:

  • A empresa produz um produto ou serviço essencial ou de grande valor para a sociedade.
  • Determinada empresa é bem administrada, de forma que produz lucros para o investidor.
  • Tem administração séria sem fraudes contábeis.
  • Distribui boa parte dos lucros para seus acionistas.
  • Se importa com os acionistas minoritários.
  • E por aí continua.

Como você pode notar, valor é uma coisa bem subjetiva, mas que no final se resume a valorização e bons proventos para seus acionistas, e esse é o tipo de empresa que você deve mirar, mesmo que o preço não esteja muito barato.

A fórmula simples e mágica de encontrar ações baratas e rentáveis na bolsa

O investidor da bolsa de valores que investe no longo prazo, baseado em fundamentos, deve já estar familiarizado com siglas de indicadores.

Existe um indicador chamado “Preço vs Lucro” ou P/L que pode facilmente ajudar você a encontrar ações baratas e rentáveis com um bom potencial de valorização.

Como encontrar o P/L de uma empresa?

Você consegue facilmente achar o P/L de uma empresa usando um dos seguintes sites:

  1. Fundamentus
  2. Status Invest

Além do P/L você pode encontrar muitos outros indicadores importantes.

Quanto mais baixo for o P/L mais barata é uma empresa, quanto mais alto, mais caro está o valor de uma ação.

Entretanto o P/L não é o único fator que deve ser considerado na hora de comprar uma ação, fatores como lucro, endividamento, setor da ação, etc.

Por que não olhar somente o preço das ações

“Preço é o que você paga, valor é o que recebe.”

Essa é uma famosa frase do lendário Warren Buffett, e resume a diferença entre preço e valor.

Um exemplo prático de uma ação que está na moda: OIBR3.

No momento que esse artigo é escrito (fim de 2020), as ações da OIBR3 são cotadas há um valor que oscila entre R$1.60  e R$1.80.

Os investidores iniciantes de ações facilmente acreditam que essa é uma ação muito barata que pode vir a multiplicar em 5x ou 10x em num futuro próximo.

Mas isso realmente pode acontecer?

É impossível saber, porém quem não sabe, a Oi está na briga de um longo processo visando diminuir a sua colossal dívida de R$13 bilhões (veja aqui).

Você tem coragem de investir em uma empresa que acumula uma dívida dessa grandeza? E que ainda vem registrando prejuízos, ano após ano?

Eu não tenho essa bravura (ou seria estupidez?) de investir uma alta quantia em uma empresa totalmente falida…

Pode ser que a empresa se recupere e tenha uma grande alta em suas cotações?

Claro que pode, mas pode acontecer daqui a 6 meses ou 10 anos, esse é um exemplo real de brincar com a sorte (ou azar) na bolsa de valores.

A Oi é um dos muitos casos de ações “baratas”, mas que na verdade não valem é nada!

Uma frase comum de se ouvir na bolsa de valores é que o mercado de ações na maioria dos caso sempre precifica o valor dos ativos. Isso não é uma regra absoluta, mas acontece em pelo menos 80% dos casos.

Outro indicador muito mais importante: O lucro

Você com certeza deve saber qual é o objetivo principal de uma empresa…

Com certeza é o lucro. Você quer olhar um único indicador que importa muito?

Então olhe primeiramente o lucro. Uma empresa lucrativa, logicamente não vai ter dívidas, vai poder reinvestir seus lucros para futuramente gerar mais lucros, e ainda pode distribuir uma boa parte desses lucros para você em forma de dividendos.

Por isso ao se investir em ações é sempre bom pensar no tipo de serviço que a empresa presta, e se esse setor é perene e se a empresa colhe resultados financeiros positivos ano após ano.

Exemplos atuais de ações baratas

OIBR é uma ação barata, mas, como eu já mencionei antes, ela de fato não é barata em termos de ser um bom investimento, pois um empresa com mais de R$10 bilhões em dívidas e multas nem deveria ser considerado como investimento.

Então segue abaixo algumas das melhores ações boas e baratas com bom distribuição de dividendos e possibilidade de valorização.

  • Itaúsa (Itsa4) – P/L 10,9
  • Banco Bradesco (BBDC4) – 10,24
  • Banco do Brasil (BBAS3) – P/L 5,38
  • Banco ABC – (ABCB4) – P/L 6,4
  • Taesa (TAEE11) – P/L 7,3
  • Energias do Brasil ENBR3 – P/L 7,99
  • Sanepar (SAPR4) – P/L 6,36
  • Transmissão Paulista de Energia (TRPL4) – P/L 6,58

Essas são algumas empresas que sempre apresentaram ótimos lucros, dividendos para seus acionistas e são consideradas relativamente baratas seguindo o indicador Preço vs Lucro.

Em um pequeno oceano com mais de 350 ações listadas na bolsa de valores cabe a você ler e estudar para fazer ótimos investimentos.

Concluindo…

É até normal que investidores iniciantes invistam pensando apenas no preço das ações sem considerar outros indicadores muito importantes como lucro ou endividamento.

Então não existe outro jeito a não ser estudar e ler muito. Você que é um investidor iniciante que procura conhecimento pode começar lendo esses livros sobre investimento para começar no caminho certo.